segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Pontos riscados de exu

Página do livro "Exu", de Aluizio Fontenelle.

O processo de evocação das entidades na umbanda e na quimbanda apoia-se em diversas etapas e procedimentos rituais. Um deles é pelo ponto riscado, símbolo exclusivo de identificação de cada entidade.

O ponto riscado é um símbolo gráfico em cujas linhas guarda-se a identidade de um determinado exu ou pombagira tal como as letras do alfabeto combinadas fazem com o nome. Os pontos riscados são únicos e servem para rituais de evocação de determinada entidade. Em geral, desenha-se o ponto com a pemba, um giz ritual, se o desenho tiver caráter temporário. 

Segundo o antropólogo Vagner Gonçalves da Silva, "este ato, chamado de 'firmar o ponto', visa construir um centro de força para a realização de operações mágicas. Sobre este emblema, os Exus podem, por exemplo, queimar pólvora ou papéis contendo os pedidos escritos das pessoas."

Ao fim da cerimônia, o ponto é apagado com bucha vegetal. Mas o ponto também pode ser desenhado de maneira definitiva se tratar de uma entidade protetora da casa ou de seus membros.

O modo como cada ponto deve ser desenhado é passado adiante pelos sacerdotes aos devotos e aprendizes dentro do cotidiano dos terreiros e barracões. A bibliografia existente sobre este tema específico costuma ser conflitante. Nem todos os símbolos são apresentados igualmente e vemos autores proclamando possuírem informações mais precisas que os outros. As informações disponíveis na internet não se apresentam diferente.

Ponto riscado de Exu Maioral, em versão baseada
no esoterismo judaico-cristão.
Retirado do livro "Exu" de Aluizio Fontenelle.

Ainda de acordo com Vagner Gonçalves da Silva, os pontos de exus e pombagiras tomam como base a figura do tridente para gerar variações e outros signos que compõem os diversos pontos riscados. Entretanto, obras de forte inclinação kardecista, como "Exu" de Aluizio Fontenelle e "O Livros dos Exus" de Antonio de Alva, apresentam também pontos riscados baseados em símbolos esotéricos de tradição judaico-cristã.

Os pontos reproduzidos abaixo são facilmente encontrados em diversos sites, entretanto a autoria destes arquivos em particular não pode ser determinada. Clique sobre as imagens para vê-las em tamanho ampliado.












3 comentários:

  1. Gostei muito do blog. Partilho este programa foi ao ar na TV BANDEIRANTES há quase 9 anos atrás. Ele é cada vez mais atual e o tempo urge! Veja se você concorda.
    https://www.youtube.com/watch?v=I4PQ0A4dRbM

    ResponderExcluir